Translate

16 de janeiro de 2013

Escrevo aqui há um tempo, já pensei em mudar título, apagar textos, corrigir outros e até em deletá-lo por completo, por mudar o modo como penso em muitas coisas, mas decidi apenas continuá-lo, afinal como aprendiz e alguém de funcionamento muito peculiar, dou-me à mudanças, me reinvento!

SE HOUVER ALGUM TEXTO OU IMAGEM UTILIZADO NESSE ESPAÇO QUE SEJA SEU E VOCÊ NÃO ESTEJA DE ACORDO COM A EXPOSIÇÃO, ENTRE EM CONTATO: justine-ss21@hotmail.com

... mas cadê você?

Eu quero...
Quero poder acordar e sentir-te ao meu lado, que ao me despertar sinta sua coleira ainda atada, os pulsos algemados , sua propriedade desde as primeiras horas do dia, a qualquer dia da semana. Olhar minha nudeza (sua nudeza!) ainda marcada e dolorida, minha pele clara toda sua. Quero poder olhar-te maciçamente ainda dormindo e admirar-te, desejar-te, sentir-me parte de você... confiar-te meu EU, dispor-me integralmente, quero que saiba tão ou mais de mim que a mim mesma, quero ser tua incondicionalmente, intensamente... inteiramente sua cadelinha rebelde.

O Estranho

Converso muito pelas salas uol, nos mais variados temas, das sadomasoquistas às religiosas, sempre respeitando minha coleira entro como {liana}_M.ARFAERN, sim, sou {liana} do dono, a que posta fotos BDSM e fala com interessados sobre D/s, Sadomasoquismo e práticas, tudo com a finalidade de desmistificar o tema, na realidade isso não é interessante para mim, já que gosto da áurea misteriosa que o BDSM tem por natureza, mas pra mim, que me entendo e me encontrei nesse universo. Como foi difícil pra mim e é para todos, o que puder fazer para melhor expor os sentimentos que movem um praticante, sob meu ponto de vista, minhas experiências e opiniões formadas ao longo dessa infinita descoberta interna, deixo claro sempre, que falo por mim e não pela generalidade, farei.

... e o instinto que me toma...

Meu instinto animal... que me descontrola, me tira do eixo e me faz perder a linha... fêmea fatal, que exala a essência e se entrega às fantasias, deseja ser desejada e domada... à força! à força lógica psicológica... dominação interna, que toma os instintos, depois a entrega, e assume a posse. Entrego-me de corpo submeto-me de alma... e quando entro na transe do real para as fantasias e desejos profundos do meu íntimo... desligo-me do físico e do racional... contato o instinto puro e entro no universo dos desejos... desejos profanos, essência aflorada... e ser fêmea, cadela no cio, objeto de prazer, puta servil já domada na coleira da submissão... pedindo o domínio que me norteia e o sadismo que me satisfaz... medo pelo prazer ou prazer pelo medo? nesse universo já não me identifico estou para o ousado, para o prazer e pelo instinto puro, assim me insiro nesse universo, me reservo, me provoco e me atendo, ainda sozinha, ainda em idealizações, ainda espero... espero poder ser domada pelo real potêncial de um dominador nato, e não pela justa falta de tal eu me enganar fingindo ceder e ser parcial comigo própria me enganando e enganando à outros, NÃO! minha rebeldia não permite, me controla, me define e o desafia. Dos que tentarem e falharem, que sejam felizes! não sou para esses... para o que me alcançar, não limitarei-me em descrição para tal... aberta e pronta para aceitar minha condição estarei... assim te espero.