Translate

16 de janeiro de 2013

Escrevo aqui há um tempo, já pensei em mudar título, apagar textos, corrigir outros e até em deletá-lo por completo, por mudar o modo como penso em muitas coisas, mas decidi apenas continuá-lo, afinal como aprendiz e alguém de funcionamento muito peculiar, dou-me à mudanças, me reinvento!

SE HOUVER ALGUM TEXTO OU IMAGEM UTILIZADO NESSE ESPAÇO QUE SEJA SEU E VOCÊ NÃO ESTEJA DE ACORDO COM A EXPOSIÇÃO, ENTRE EM CONTATO: justine-ss21@hotmail.com

Sua falta...


Saudade apertada, doída, as vezes água no canto dos olhos, é quando me perco em suas lembranças, me sinto sua mas me falta você, seu olhar, sua voz, seu toque... Necessito me sentir mulher, cadela, submissa, de rebeldia vencida e orgulho quebrado pelo seu domínio.
Não me pergunta se tenho saudades, pois te respondo que tenho mais, tenho falta, sua falta! Matá-la num dia... Conseguiria se o que sinto fosse superficial. Preciso de algo a mais para pensar, distrair-me, amenizar minha intensidade, jamais minha entrega, mas controlar-me, conter-me, resguardar-me...
Em desequilíbrio... Pensamento ardido, ações contidas, entrega profunda, segurança abalada, consciência sã, paciência ativa, aflição inevitável... Preciso de tudo. Oscilo, brigo com você, desconto em mim. Venha me ponha no meu lugar (...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lembre-se! A boa educação, a humildade e o respeito abrem portas!