Translate

16 de janeiro de 2013

Escrevo aqui há um tempo, já pensei em mudar título, apagar textos, corrigir outros e até em deletá-lo por completo, por mudar o modo como penso em muitas coisas, mas decidi apenas continuá-lo, afinal como aprendiz e alguém de funcionamento muito peculiar, dou-me à mudanças, me reinvento!

SE HOUVER ALGUM TEXTO OU IMAGEM UTILIZADO NESSE ESPAÇO QUE SEJA SEU E VOCÊ NÃO ESTEJA DE ACORDO COM A EXPOSIÇÃO, ENTRE EM CONTATO: justine-ss21@hotmail.com

Selo de {sub-mara}LORD DEIMOS



Um presentinho de {sub-mara}LORD DEIMOS do blog http://submarald.blogspot.com/

O início...



Esse é o primeiro conto dos diversos outros que vim escrevendo logo depois do meu primeiro encontro real sadomasoquista, como submissa. Foi publicado em 22 de janeiro de 2011 em um site de um Dominador de SP, onde até hoje está. Para que meus leitores tenham a oportunidade de ler alguns dos meus contos reais sem que eu encaminhe-os para esse site, trouxe aqui meus contos BDSM reais... Boa leitura!

Data da primeira publicação: 22/01/2011

Bem nova, antes mesmo do desabrochar da feminilidade de mulher, sonhos e fantasias inexplicáveis me tomavam, um gosto por coisas incomuns a idade,  passiva aos instintos da servidão, apesar da postura contrária à essência, que exalava na pele. Longe de entender tudo o q se passava, pensava em momentos solitários se um dia tudo aquilo que me satisfazia na ideia, no abstrato, pudesse se tornar real.

Encontro baunilha com o Dono


Segundo conto real...

Data da primeira publicação: 10/06/2011

Sentindo meu corpo todo dolorido começo a lembrar da noite que passei com DONO...cheguei onde estava depois de 2h na estrada, DONO foi me buscar na rodoviária que ficava próxima à casa de um amigo onde estava hospedado, numa dessas cidadezinhas do interior de MG, minutos depois me apresentou a uns amigos, estavam numa confraternização à moda mineira, foi um pouco engraçado pois não pude deixar de perceber um certo espanto deles, talvez com relação à diferença de idade, presumo rsrs, mas ótimo, adoro isso, quando devem se perguntar o que DONO tem pra eu gostar tanto rs. Depois de comer, beber e prosear fomos pra casa do amigo,

Duas cadelas para você!


Por fim, meu conto de número três, e também o mais longo; é um conto real BDSM meu.

Data da primeira publicação: 03/10/2011.


Esperei dias muito ansiosa pelo nosso encontro, dormia fazendo as cenas todas na cabeça... Estava então a horas deles, Dono também estaria lá para me receber no desembarque, mas no meio da viagem recebi sua ligação, atendi, antes fosse apenas pra se certificar que a cadelinha não havia desmaiado no avião de nervoso rsrs, mas não, avisava-me que se atrasaria me passando logo o telefone dela, para que quando chegasse ligasse para ela, até hoje penso que isso pode ter sido proposital, anotei o número, nos despedimos, então comecei a pensar: putz! E agora? To ferrada! Não conheço nada, nem ninguém... Nem ela! Ia mesmo ter que me virar; aguardei meu vôo...