Translate

16 de janeiro de 2013

Escrevo aqui há um tempo, já pensei em mudar título, apagar textos, corrigir outros e até em deletá-lo por completo, por mudar o modo como penso em muitas coisas, mas decidi apenas continuá-lo, afinal como aprendiz e alguém de funcionamento muito peculiar, dou-me à mudanças, me reinvento!

SE HOUVER ALGUM TEXTO OU IMAGEM UTILIZADO NESSE ESPAÇO QUE SEJA SEU E VOCÊ NÃO ESTEJA DE ACORDO COM A EXPOSIÇÃO, ENTRE EM CONTATO: justine-ss21@hotmail.com

Não me pergunte muito

(...) já nem mais me dou o trabalho de me incomodar quando me sinto estranha, deslocada, diferente, não pertencente ao grupo da massa, transcendo! É incontrolável, quando me vejo já "estou por cima"... não consigo me segurar, me conter no baixo, no esperável, transgrido mesmo, e gosto de ser obscura, de ser eu e me resguardar não tentando explicar nada além do que as pessoas conseguiriam compreender... 


SOU CADELA SIM! submissa sadomasoquista, que compreende e ama toda a sua sexualidade, que se rende aos encantos sádicos e se entrega profundamente depois que confia. Não sou branda, não sou mais ou menos, não sou tom pastel, e nem curto as coisas que "geralmente" se curtem por aí... mas não me perguntem muito, não queiram saber muito além do que eu estou disposta mostrar, isso me incomoda, me desconcerta, e não sei mentir, não sei contar como NÃO é!

Não conheci "um namorado" qualquer, conheci meu Dono! Não sou namoradinha que tem medo de ser trocada, EU CONFIO! confio em mim, confio no que sou capaz, confio na PESSOA que escolhi; não, não é uma relação qualquer, dessas que vocês estão acostumadas, somos sadomasoquistas Dono e Cadela! Não beijo na boca pra conhecer, conheço pelo cheiro, não faço sexo, brinco com fetiches, me realizo! Então, não queira saber de muito, pra não se espantar quando eu resolver falar.

Sei quem sou, do que gosto, do que me satisfaz... não me engano quanto a isso, mas se me perguntar muito eu conto! E não me responsabilizo por suas interpretações!

Me deixe assim, no meu canto, sem muito falar, gosto de observar! E não teremos histerias apavoradas com o diferente por aí (...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lembre-se! A boa educação, a humildade e o respeito abrem portas!